Subscribe:

INCERTEZAS

No dia em que as estrelas pararem de brilhar.
No dia em que o sol não aparecer, que as nuvens deixarem o céu cinzento e escuro.
No dia em que as flores não mais soltarem perfume e murchando perderem suas pétalas.
No dia em que as árvores perderem seus galhos e junto deles as folhas deixarem de existir.
No dia em que meus olhos deixarem de ver a beleza das cores, que meu coração não ser movido por amores.
No dia em que meus ouvidos não ouvirem mais a melodia da vida.
No mesmo dia que meus lábios não sentirem o sabor e que num piscar de olhos cegos a vida deixar de ter sentido.
Ainda assim poderei não ter certeza.
Certeza ...
Certeza de que você não fez diferença na minha vida, de que sua amizade já não importa mais.
Certeza de que o mundo acabou. De que as estrelas não deixarão lembranças de seu brilho nos corações apaixonados.
Certeza de que o sol não tornará a aparecer e que as nuvens apenas chorem lágrimas de saudade.
Não poderei ter certeza se novas flores não nascerão  e se o seu perfume vai encher as narinas deliciosamente.
Certeza de que novas árvores brotarão da terra nua.
Mas quero ter certeza...
Certeza de que ainda poderei te ver.
Certeza que sua voz poderá entrar em meu ouvido me lembrando de como a vida é bela.
Quero ter certeza que meus lábios possam sentir o prazer do sabor da utopia.
Mas enquanto isso tenho a certeza de que jamais te esquecerei.....
De que mesmo em sonho consigo matar a saudade e diminuir a distância entre nós.

0 comentários: