Subscribe:

A dor de um sonhador


No silêncio da noite
Estrelas a brilhar

A lua se desfazendo
As montanhas num escuro incomensurável.

As mariposas insistem a voar
Os passarinhos  parecem conversar ainda como se dando boa noite
Uma coruja distante guincha
Os grilos brincam no escuro
E um olhar olha o nada
Lembrando-se de momentos de saudade
Lembrando-se de uma vida agora passado
Um olhar que deixa correr lágrimas
Clara prova de uma lembrança linda e amorosa

Dói só de ver a cena
Como pode alguém sofrer assim?
Coração parece gemer, parar
Os olhos parecem não ver nada e ver tudo
Ver pessoas que se foram
Ver amores
Ver maninhas e maninhos
Ver sonhos antigos
Ver o horizonte ao longe
Ver o luar com um rosto
Ver as estrelas caindo
Ver a mata e os passarinhos
Mas de que vale a lembrança se não se pode tocar?
De que vale o amor se ele está longe?
De que vale o horizonte se ele nunca se deixa aproximar
De que vale a vida se coa morte ela se vai?
Mas o jovem continua lá
Continua sonhando
Continua amando
Continua chorando
Quem sabe esperando que um dia tudo o que está longe se aproxime
Tudo o que era lembrança torne a ser realidade
E que seu coração acalme.


Fonte da Imagem: http://sinfoniaeletras.blogspot.com/2011/09/seus-cabelos-estao-soltos-e-voce-ainda.html