Subscribe:

O Encontro

Como entender?

Silêncio...
Um olhar encontra outro
A distância os separa mas os os olhos os unem
os braços amolecem
o corpo se curva
os olhos insistem em olharem-se

A distância diminui
diminui mais ainda o medo
diminui a saudade ou aumenta
os olhos já começam a falar a beleza do encontro.

Os corpos querem tocar-se
os lábios se contraem e depois num gesto sincero se abrem num sorriso
a face se torna rosada
os mundos se aproximam.

A distância é quase nada
os olhos se vêem de perto
os braços se abrem
ninguém mais segura

Enfim o abraço tanto esperado
corpo com corpo
calor com calor
carinho com carinho
distância que tem fim
saudades que fazem surgir um aperto sincero
segurança! amizade!

Encontro!

1 comentários:

Mary Oliveira disse...

Lindo poema maninho, com certeza escreves com a alma...