Subscribe:

Por que retornas?















Por que retornas?

Meu coração parecia calmo
Minhas feridas na alma cicatrizadas
Meus pesadelos adormecidos.

Por que retornas?

Meus sonhos já não eram você
Meus olhos já não te viam
Minhas mãos já não te buscavam

Por que retornas?

Poderia o silêncio imperar
Poderia o coração acalmar
Poderiam as cicatrizes curar
Poderiam os pesadelos sumirem
Poderiam os sonhos não terem rosto
Poderiam os olhos serem cegos
Poderiam as mãos não te encontrar

Ah, como tudo poderia,
menos você retornar.

Uma gotinha


















Uma gota de água que cai
É a chuva que lava e limpa
É a vida que brota
É a beleza desta natureza.

Uma gota de lágrima que rola
É a tristeza que dói no coração
É a saudade de quem longe está
É o anseio do encontro não marcado.

No olhar...











No olhar a distância que separa
A saudade de um tempo que se foi
O sonho de um futuro alegre.

No olhar um rosto que ilumina
Uma voz que ressoa
Uma estrela que brilha.

No olhar uma árvore
Um banco de praça
Um jardim de flores.

No olhar a beleza do caminho
A tristeza de uma lágrima caindo
A alegria do reecontro.